conecte-se conosco

Agricultura

Jornal Opinião Goiás – Manual traz orientações técnicas para produtores de cacau

Imagem/Freepik

Documento contém informações que podem auxiliar na implantação e no manejo geral da atividade cacaueira e foi pensado para atender as principais demandas dos produtores

Com o objetivo de dar suporte técnico ao cacauicultor para elevar a produção dessa secular atividade que é o cultivo do cacaueiro, o Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa), por meio da Comissão Executiva do Plano da Lavoura Cacaueira (Ceplac), publicou no Boletim Técnico nº 221 o “Manual do Cacauicultor: Perguntas e Respostas”.

O documento é resultado da reedição do livro que leva o mesmo título, publicado em 2004 pelo engenheiro agrônomo Walter Silva Serra. Agora, em formato de Boletim Técnico, a publicação também é assinada pelo pesquisador da Ceplac, George Andrade Sodré. O trabalho contou com o apoio de pesquisadores, profissionais da assistência técnica, além de professores e discentes do Programa de Pós-Graduação em Produção Vegetal da Universidade Estadual de Santa Cruz (UESC).

Para atualizar os termos utilizados na primeira edição e introduzir diferentes questões, considerando novas práticas e pesquisas, os autores realizaram entrevistas com especialistas, que resultaram em um total de 591 perguntas, divididas em 12 áreas de conhecimento em cacauicultura.

“As perguntas foram elaboradas de forma direta e as respostas em linguagem acessível e com foco nas principais demandas e gargalos de uma propriedade cacaueira, independente de qual região ou agroecossistema esteja localizada”, afirmam os autores.

O Brasil já foi o segundo maior produtor de cacau do mundo. Hoje, depois de enfrentar desafios, como pragas e quedas de preço, vive uma fase de recuperação e novas perspectivas. Atualmente, o país ocupa a 7ª posição no mercado mundial, com produção aproximada de 230 mil toneladas/ano, puxada, principalmente, pelos estados do Pará e da Bahia.

De acordo com os autores do novo manual, a melhor estratégia para aumentar a produção de cacau no país é o uso de tecnologia, gerada a partir da realização de pesquisas e assistência técnica focadas em conservação ambiental e produtividade. Para atender o crescente interesse do mercado consumidor por cacau de qualidade, três pontos merecem atenção: o plantio de material genético produtivo e resistente a doenças, aliado ao adequado manejo geral do cultivo e o correto beneficiamento de amêndoas.

A coordenadora-geral de Pesquisa e Inovação da Ceplac, Lucimara Chiari, destaca que o documento é uma importante ferramenta para ajudar o produtor nas diversas etapas. “Este manual traz informações que podem auxiliar na implantação e no manejo geral da atividade cacaueira e foi pensado para atender as principais demandas dos produtores”.

O manual está dividido em blocos que contemplam as seguintes temáticas: Exigências Edafoclimáticas (relativas ao solo e clima); Características Reprodutivas e Genética; Implantação e Manejo; Adubação e Nutrição; Métodos e Técnicas de Propagação; Controle de Plantas Daninhas; Irrigação e Fertirrigação; Pragas; Doenças; Rotinas nas Áreas de Cultivo; Colheita e Beneficiamento; e Saúde, Alimentos e Agroindústria do Cacau.

 

 

Informações: MAPA