Turquia diz que não vai abandonar o apoio palestino para laços mais estreitos com Israel

A Turquia não dará as costas ao seu compromisso com um Estado palestino para estreitar os laços com Israel, informou o ministro de Relações Exteriores, Mevlut Cavusoglu, nesta terça-feira (08/02), antes de uma visita planejada do presidente israelense, Isaac Herzog, no próximo mês.

Os dois países expulsaram seus embaixadores em 2018 após um amargo desentendimento e as relações permaneceram tensas, mas Ancara tomou medidas para corrigir os laços regionais tensos, exclusivamente com Israel.

Ancara, que apoia uma solução de dois Estados para o conflito israelense-palestino, condenou a ocupação israelense da Cisjordânia e sua política em relação aos palestinos, enquanto Israel pediu à Turquia que abandone o apoio ao grupo militante palestino Hamas, que administra Gaza.

Falando a imprensa em Ancara, Cavusoglu esclareceu que uma potencial normalização entre a Turquia e Israel pode aumentar o papel de Ancara na busca de uma solução de dois Estados, porém disse que Ancara não comprometeria sua posição.

“Qualquer passo que dermos com Israel em relação às nossas relações, qualquer normalização, não será à custa da causa palestina, como alguns outros países”, disse Cavusoglu, referindo-se à reaproximação entre Israel e alguns países do Golfo que irritou a Turquia.

“Nossa posição é sempre clara”, acrescentou. “Esses laços se normalizando um pouco mais podem aumentar o papel da Turquia em relação a uma solução de dois Estados também, como um país que estará em contato com os dois países, mas nunca voltaremos atrás em nossos princípios fundamentais”.

Os estados do Golfo que estabeleceram laços com Israel têm procurado assegurar aos palestinos que seus países não estão abandonando a busca por um Estado, apesar dos líderes palestinos terem condenado os acordos como uma traição à sua causa.

Embora Erdogan tenha falado com Herzog antes durante as tensões, a presidência israelense é um papel em grande parte cerimonial. Em novembro, ele falou com o primeiro-ministro israelense Naftali Bennett, a primeira ligação desse tipo em anos.

5/5 - (1 vote)
Mostre mais

# Alan Silva

Alan Silva é colunista convidado de São Paulo, especialista em economia e mercado. E-mail: [email protected]    Os artigos são de responsabilidade do autor e não reflete necessariamente a opinião do veículo.

Deixe um comentário

Botão Voltar ao topo