conecte-se conosco

Destaque

Quais cuidados devemos ter com os idosos no inverno?

Publicada

em

Nos meses de inverno, alguns cuidados são importantes, especialmente com os idosos.

Nesta época, existe o risco de hipotermia, de lesões (rachaduras) de pele e de mucosas e de desidratação (devido à menor ingesta de líquidos) e muito importante, de aumento da intensidade de dor crônica associada a condições já existentes, como osteoartrose, artrites, tendinopatias e sequelas de fraturas. As dores aumentam porque o frio causa uma contratura das partes moles (músculos e tendões), provocando dor; além disso, dor gera imobilidade, irritabilidade e distúrbios de sono, que intensificam mais a dor, como um ciclo vicioso.

Durante o inverno, as infecções respiratórias também aumentam. Fato é que estamos vivendo: uma pandemia causada por um vírus respiratório (o novo coronavírus – SARS CoV), num contexto em que já existe os  surtos de gripe por  vírus Influenzae, inclusive o H1N1.

 

Algumas medidas para os cuidados dos idosos durante o inverno:

 

-Usar roupas e agasalhos adequados, incluindo meias se necessário, pois as extremidades tendem a ficar mais frias.

-Ingerir bebidas mornas, além de sopas que ajudam a aquecer o corpo.

-Tomar banhos mais rápidos com temperatura da água morna, evitar água muito quente.

-Durante a noite pode ocorrer a queda da temperatura corporal, por isso  se recomenda o uso de cobertores. O frio pode deixar o paciente inquieto e prejudicar o sono.

-Manter o calendário vacinal em dia, especialmente para vacinas contra gripe e pneumonia.

-Fazer exposição ao sol e conversar com o seu Geriatra sobre a necessidade ou não de reposição de vitamina D.

-Manter a casa arejada, abrindo as janelas durante todo o dia.

 

E o mais importante atualmente: enquanto não surgir uma vacina para o COVID 19 (infecção pelo coronavírus), não há medicamento milagroso que possa prevenir essa infecção. Até que essa pandemia seja de fato controlada, é essencial o uso de máscaras de proteção, a lavagem incessante das mãos com água e sabão, o uso de álcool gel e o distanciamento social. Evitar ao máximo sair de casa; se necessário sair, manter pelo menos 1,5 metros de distância das pessoas, sempre usando máscara de proteção.  Ao chegar em casa, deve-se imediatamente deixar roupas e sapatos separados na área de serviço e tomar banho completo.

Todo cuidado parece pouco, mas se cada um de nós faz sua parte, protegemos o outro e cuidamos de nossos idosos!!

 

Projeto Cuidar

Geriatra

Dra Eliza de Oliveira Borges

CRM-GO 14388 RQE: 9751

 

Contato: (62) 3218-5034

Endereço: Viva Bem – Rua 132, nº 159, Setor Sul – Goiânia – Goiás.

CEP: 74935-210

Site: https://geriatriagoiania.com.br/

 

Sobre a Dra Eliza de Oliveira Borges

– Graduação em Medicina pela Universidade Federal de Goiás;

– Residência em Clínica Médica pelo Hospital de Urgências de Goiânia (HUGO);

– Residência em Geriatria pelo Hospital de Urgências de Goiânia;

– Titulada em Geriatria pela Sociedade Brasileira de Geriatria e Gerontologia (SBGG);

– Pós-graduação em Cuidados Paliativos pelo Instituto PalliumLatinoamérica / Medicina Paliativa, Buenos Aires- Argentina;

– Preceptora da Residência de Clínica Médica do Hospital Alberto Rassi- HGG;

– Integrante do Núcleo de Apoio ao Paciente Paliativo (NAPP), Hospital Alberto Rassi- HGG;

– Presidente da  Sociedade Brasileira de Geriatria e Gerontologia –  Seção Goiás ( gestão 2020- 2022)

Dra. Eliza de Oliveira Borges é geriatra e fundadora do Projeto Cuidar – Geriatria Goiânia (https://geriatriagoiania.com.br). CRM-GO: 14388 RQE: 9751. Os artigos são de responsabilidade do autor e não reflete necessariamente a opinião do veículo, sendo de responsabilidade exclusiva dos respectivos autores.

Continue lendo
Clique para comentar

Você precisa estar logado para postar um comentário em Login

Deixe uma resposta

TV Opinião Goiás