Connect with us

Destaque

Jornal de Goiás – Indústria alemã exige subsídios para carros com combustíveis fósseis

# Jornal Opinião Goiás

Published

on

Jornal de Goiás - Indústria alemã exige subsídios para carros com combustíveis fósseis

As montadoras alemãs exigiram um desconto nas vendas de novos carros a diesel e gasolina. O poderoso lobby foi apoiado em seus apelos por estreias estatais e grupos da indústria.

No domingo, o principal órgão da indústria alemã pediu subsídios às vendas de carros elétricos para veículos movidos a combustíveis fósseis.

Dieter Kempf, presidente da Federação das Indústrias Alemãs (BDI), fez a demanda no jornal Welt am Sonntag .

Como montadoras poderosas, mas com dificuldades da Alemanha, pedem uma expansão dos subsídios aos carros elétricos, em uma tentativa de reforçar suas posições durante uma crise econômica induzida por coronavírus.

“Em vista da crise, faz sentido selecionar um bônus de compra adicional por menos de 12 meses além do prêmio ambiental, desde que esse prêmio faça parte de uma abordagem intersetorial”, disse Kempf.

Kempf disse que a promoção é baseada no investimento e na proteção do clima. “Portanto, faz todo o sentido promover também veículos com motores de combustão modernos e eficientes nesse contexto, se isso não diluir os incentivos existentes para a mobilidade elétrica”, disse ele.

Atualmente, estão disponíveis descontos para a compra de carros puramente elétricos e híbridos.

Como montadoras foram apoiadas em suas demandas pelos estados da Baviera, Baixa Saxônia e Baden-Württemberg, onde estão sediados os fabricantes BMW, VW e Daimler.

O primeiro-ministro da Baviera, Markus Söder, disse a Welt : “É inaceitável que a França gaste 8 bilhões de euros em promoção de automóveis e gastemos 9 bilhões de euros na Lufthansa – mas nada para o coração de nossa economia. Isso seria um erro de política industrial”.

“Isso ajudará a proteger o clima e a economia. Estamos retirando carros antigos do mercado e substituindo-os pela última geração de veículos limpos”, acrescentou.

Como montadoras alemãs foram responsáveis ​​pelo escopo do Dieselgate, nenhum item deliberadamente conspirou para ocultar o uso ilegais de novos carros a diesel.

Reunião de estímulo econômico

Na terça-feira, as líderes da coalizão dominante discutem um pacote de estímulo econômico que visa restaurar a economia alemã. Segundo o jornal Bild , o pacote pode ser avaliado entre 75 e 80 bilhões de euros.

As agendas vazias não revelaram planos para subsídios adicionais.

Carsten Linnemann, chefe da ala pró-negócios da CDU de Angela Merkel e da CSU, disse que, se a chamada for bem-sucedida, seria “um excelente exemplo de como um lobby se afirma na Alemanha”.

Ralph Brinkhaus, líder do grupo parlamentar da CDU / CSU, disse que também se opôs – mas que a pressão de empresas, sindicatos e empresas estatais era substancial.

O Conselho Alemão de Especialistas Econômicos, entre outros, se manifestou contra os novos subsídios.

Redação do Jornal Opinião Goiás.

Continue Reading
Click to comment

You must be logged in to post a comment Login

Leave a Reply

TV Opinião Goiás