conecte-se conosco

Brasil

Jornal Opinião Goiás – IBGE: 9,7 milhões de trabalhadores ficaram sem remuneração em maio

Entre os 84,4 milhões de trabalhadores do país, cerca de 19 milhões estavam afastados do trabalho e, entre estes, 9,7 milhões estavam sem sua remuneração, o que é equivalente a 11,5% da população ocupada em maio de 2020. Os dados são da PNAD (Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios Covid-19), do IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística).

Em maio, a PNAD Covid-19 constatou que 27,9% da população ocupada trabalharam menos do que a sua jornada habitual, enquanto cerca de 2,4 milhões de pessoas trabalharam acima da média habitual. Também em maio, 38,7% dos domicílios do país receberam algum auxílio monetário do governo relacionado à pandemia, no valor médio de R$ 847.

Em maio, 24 milhões de pessoas apresentaram sintomas associados à Covid-19. O grupo etário com a maior proporção de pessoas afastadas do trabalho foi o de 60 anos ou mais de idade: 27,3%. Os maiores percentuais de pessoas afastadas devido à pandemia estavam entre os trabalhadores domésticos sem carteira, com 33,6%dos afastamentos.

Cerca de 77,5% do total de ocupados não estavam afastados do trabalho. Entre os não afastados 13,3% da população ocupada estava trabalhando remotamente.

Em maio, cerca de 24 milhões de pessoas tiveram sintomas de síndromes gripais. A perda de cheiro ou de sabor foi informada por 1,8% da população. A região Norte apresentou o maior percentual de pessoas com algum sintoma gripal (18,3%). Entre as pessoas que apresentaram algum dos sintomas pesquisados de síndromes gripais, 56,7% eram mulheres, 50,6% delas tinham entre 30 e 59 anos. Cerca de 15,7% das pessoas com algum dos sintomas pesquisados procurou atendimento em estabelecimento de saúde.

A maior parte as pessoas internadas em razão do novo coronavírus eram homens (59,4%) e de cor preta (56,3%). Além disso, mais de 40% eram idosos acima de 60 anos.

Classificar post

EBC. Os artigos são de responsabilidade do autor e não reflete necessariamente a opinião do veículo, sendo de responsabilidade exclusiva dos respectivos autores.