Jornal Opinião Goiás – Brasil e Rússia Unem Forças em Busca da Agricultura Sustentável: Compartilhando Políticas de Baixa Emissão de Carbono e Inovação

O Ministério da Agricultura e Pecuária (Mapa) do Brasil realizou uma reunião bilateral de grande relevância com a Representação Comercial da Rússia, envolvendo três ministérios russos, com o objetivo de promover a agricultura sustentável e compartilhar modelos de políticas públicas bem-sucedidas. O encontro ocorreu de forma virtual na quarta-feira (24).

Durante a reunião, os dois países trocaram experiências e discutiram políticas de baixa emissão de carbono, recuperação de áreas degradadas, inovação e digitalização na agricultura. O evento foi organizado pelo vice-ministro da Indústria e Comércio da Federação Russa, Mikhail Yurin, que destacou as semelhanças entre as nações em termos de tamanho, características e recursos naturais, ressaltando o potencial para expandir a cooperação econômica.

A secretária de Inovação, Desenvolvimento Sustentável, Irrigação e Cooperativismo do Mapa, Renata Miranda, enfatizou a importância do encontro e recordou o início das conversas em outubro do ano passado, quando estabeleceram os primeiros contatos para fortalecer as relações comerciais e oportunidades de investimento no setor agrícola. Miranda enfatizou a complementaridade entre os dois países e o vasto campo de parcerias científicas, técnicas e econômicas a serem exploradas.

Na discussão sobre cooperação científica e técnica em agricultura de baixa emissão de gases de efeito estufa, o diretor do Departamento de Produção Sustentável e Irrigação do Mapa, Bruno Brasil, apresentou as estratégias utilizadas na implementação das políticas públicas brasileiras. Ele explicou os pilares do Plano ABC+, que abrangem a abordagem integrada da paisagem, adaptação às mudanças climáticas e promoção de práticas sustentáveis, visando não apenas a mitigação de carbono, mas também de metano e óxido de nitrogênio na agropecuária.

O secretário adjunto da SDI, Pedro Neto, detalhou como o Brasil está convertendo áreas degradadas, ampliando áreas produtivas sem a necessidade de abrir novas áreas sobre florestas, alinhado aos compromissos nacionais de alcançar o desmatamento zero até 2030. Ele também mencionou estratégias para facilitar o custeio de máquinas e insumos no setor agrícola brasileiro, destacando o interesse do Brasil na cooperação para o fornecimento de fertilizantes pela Rússia.

Além dos representantes do Mapa e da Representação Comercial da Rússia, a reunião contou com a participação de representantes dos ministérios do Desenvolvimento Econômico e da Agricultura da Federação Russa, fortalecendo ainda mais os laços de cooperação entre as nações em busca de uma agricultura mais sustentável e inovadora.

Avalie o Post post

Mostre mais

Deixe um comentário

Botão Voltar ao topo