Governo de Goiás desenvolve estratégia para monitorar casos de dengue

O Governo de Goiás está implementando uma estratégia chamada Gabinete Contra a Dengue em todos os 246 municípios do estado. Essa iniciativa tem como objetivo monitorar diariamente casos de dengue e outras doenças transmitidas pelo mosquito Aedes Aegypti, como zika e chikungunya. Antes, essa estratégia estava disponível apenas em áreas de alto risco, mas agora foi expandida para todo o estado.

Os Gabinetes Contra a Dengue operam virtualmente e permitem o acompanhamento contínuo dos números da doença, bem como das ações de vigilância, combate ao mosquito vetor, assistência médica e regulação dos serviços de saúde. Isso envolve um compartilhamento constante de informações entre o governo estadual e as prefeituras, 24 horas por dia. Além disso, o governo anunciou a utilização da telemedicina para facilitar a comunicação entre médicos da Secretaria de Estado da Saúde (SES) e profissionais das prefeituras, visando melhorar o atendimento ao público.

A instalação desses Gabinetes é uma responsabilidade compartilhada entre os municípios, a SES e o Corpo de Bombeiros. Eles começaram a ser implementados, começando por Águas Lindas de Goiás. O objetivo é antecipar e mitigar os efeitos da dengue no estado, garantindo a transparência das informações para proteger a saúde dos cidadãos.

O governador Ronaldo Caiado enfatizou a importância da colaboração de toda a sociedade no combate à dengue, destacando a necessidade de manter a limpeza para evitar a proliferação do mosquito Aedes Aegypti, mesmo com a disponibilidade da vacina. Vários prefeitos também se comprometeram a implementar essa estratégia em seus municípios, reconhecendo a importância da padronização e da intensificação das ações de combate à doença.

É relevante mencionar que, segundo a Secretaria de Estado da Saúde (SES), em Goiás, o sorotipo 1 da dengue ainda é predominante, mas há um crescimento expressivo de casos do tipo 2, o que gera preocupação, pois a maioria da população não teve contato com esse sorotipo e está suscetível à doença. O sorotipo 3 ainda não foi identificado no estado, e atualmente, 192 municípios estão em alerta para a dengue, enquanto outros 45 já estão em situação de emergência devido à doença. Portanto, essas medidas visam combater a disseminação da dengue e proteger a saúde da população de Goiás.

Avalie o Post post

Mostre mais

Deixe um comentário

Botão Voltar ao topo