Prazo de renovação para o benefício de Aluguel Social em Famílias com membros deficientes ou autistas é destaque

As famílias beneficiadas pelo programa Pra Ter Onde Morar – Aluguel Social, que incluem membros com deficiência ou no espectro autista, devem ficar de olho no calendário para assegurar a continuidade do auxílio. A iniciativa, sob a égide do Governo de Goiás e operacionalizada pela Agência Goiana de Habitação (Agehab), estabelece um intervalo específico para a solicitação de renovação: esta deve ocorrer após o recebimento da 15ª parcela e antes da 16ª, respeitando um prazo mínimo de 60 dias antes do término previsto do benefício.

Alexandre Baldy, líder da Agehab, ressalta que essa oportunidade de prorrogação é direcionada especificamente para famílias com membros que apresentam deficiências físicas, visuais ou mentais classificadas como severas ou profundas, além daqueles diagnosticados com transtorno do espectro autista. Ele enfatiza a importância da renovação tempestiva para a manutenção ininterrupta do suporte financeiro.

A iniciativa reflete o compromisso humanitário da gestão do governador Ronaldo Caiado, visando amparar famílias desprovidas de meios para arcar com custos de moradia, mitigando o risco de vulnerabilidade extrema. A validação da elegibilidade para a renovação exige a apresentação de documentos comprobatórios, incluindo laudos médicos ou relatórios que evidenciem a condição do membro da família, acompanhados de uma especificação do CID ou diagnóstico de TEA com validade máxima de 60 dias.

Além disso, são requeridos a folha resumo do Cadastro Único (CADÚnico) atualizada e um comprovante de residência recente. A Agehab disponibiliza em seu portal um modelo de Laudo de Avaliação Médica específico para o processo de renovação.

O benefício do Aluguel Social, parte da política habitacional do Governo de Goiás, consiste na transferência de R$ 350 mensais pelo período de 18 meses, destinados exclusivamente ao pagamento de aluguel. Desde a publicação do edital de renovação em outubro do ano passado, 423 beneficiários aptos já tiveram a continuação de seus auxílios aprovada.

Avalie o Post post

Mostre mais

Deixe um comentário

Botão Voltar ao topo