Connect with us

Agricultura

Jornal Opinião Goiás – Previsão da safra de grãos cai, mas ainda é recorde, aponta Conab

# EBC

Published

on

Jornal Opinião Goiás - Previsão da safra de grãos cai, mas ainda é recorde, aponta Conab

Projeção da safra 2019/2020 foi reduzida em 0,4%

A projeção da produção de grãos na safra 2019/2020 foi reduzida em 0,4%, na comparação com o levantamento de abril. Apesar dessa diminuição, a expectativa de safra é recorde, com 250,9 milhões de toneladas. Na comparação com o ciclo anterior, será 3,6% maior.

A informação está no 8º Levantamento da Safra 2019/2020, divulgado pela Companhia Nacional de Abastecimento (Conab). Segundo a companhia, os problemas climáticos enfrentados pelos produtores de soja e milho na Região Sul impediram a previsão de uma safra ainda melhor.

Soja

Na comparação com o levantamento de abril, a Conab reduziu a expectativa da safra de soja em 1,4%, mas o levantamento aponta uma produção estimada em 120,3 milhões de toneladas, um aumento de 4,6% em relação à da safra 2018/2019, e que deve ser recorde.

A produção de milho deve atingir 102,3 milhões de toneladas, alta de 0,5% na comparação com a projeção de abril, e elevação de 2,3% na comparação com a safra 2018/2019. A expectativa é de queda de 1,5% em relação à safra passada, atingindo produção de 25,3 milhões de toneladas. Essa redução acontece por conta da falta de chuvas no Sul, sobretudo no Rio Grande do Sul, que prejudicou o potencial produtivo das lavouras. No estado, houve redução de 4,3% nos níveis médios de produtividades, em relação à safra anterior.

A  produção de feijão primeira safra ficará em 1,08 milhão de toneladas, volume 8,9% superior ao produzido no período anterior.

Segunda safra

A Conab também elevou em 0,6% a segunda safra de milho, na comparação com abril, atingindo produção de 75,9 milhões de toneladas, apesar de problemas climáticos no Sudeste, em Goiás, no Paraná, em Mato Grosso do Sul e em Mato Grosso. Na comparação com a produção da safra 2018/2019, há expectativa de alta de 3,7%.

Continue Reading
Click to comment

You must be logged in to post a comment Login

Leave a Reply

TV Opinião Goiás