Aparecida atualiza médicos sobre dengue visando melhor resposta ao aumento de casos

Em Aparecida de Goiânia, um importante passo foi dado pela Secretaria Municipal de Saúde (SMS) visando reforçar a preparação dos médicos frente ao crescente número de casos de dengue. A iniciativa compreende um programa abrangente de capacitação, que se desenvolve tanto em sessões presenciais quanto por meio de vídeo aulas. O objetivo central é assegurar que os profissionais de saúde estejam plenamente equipados para manejar a doença com eficiência e segurança.

Nesta jornada de aprimoramento, a SMS reformulou procedimentos e protocolos essenciais, dedicando-se à formação de todos os médicos da rede em relação ao atendimento de pacientes com suspeita ou confirmação de dengue. A atenção se voltou, nesta quarta-feira, aos médicos da atenção primária que atuam nas Unidades Básicas de Saúde (UBS’s), com uma aula ministrada na Cidade Administrativa pela renomada infectologista Thaís Alarcon Duarte Braga, que além de ser credenciada pela SMS, exerce sua profissão no Hospital de Doenças Tropicais (HDT) em Goiânia.

Alessandro Magalhães, secretário de Saúde de Aparecida, enfatizou a necessidade de constante atualização dos profissionais de saúde e destacou as diversas medidas já implementadas para combater o aumento dos casos de dengue, incluindo a capacitação massiva e a eliminação da necessidade de agendamento para atendimento de casos suspeitos e confirmados nas 42 UBS’s, entre outras iniciativas.

Gustavo Assunção, superintendente de Atenção à Saúde, e Henrique do Carmo, coordenador médico da Rede de Urgências da SMS, também ressaltaram os esforços para enfrentar as arboviroses, incluindo dengue, chikungunya e zika. Eles mencionaram o reforço no estoque de insumos, a ampliação de exames laboratoriais e a capacitação dos coordenadores da rede, além da atualização de protocolos para manejo clínico.

Os médicos André Antunes Coutinho e Isabela Oliveira Carvalho, participantes da capacitação, expressaram gratidão pela oportunidade de atualização, destacando a importância desse conhecimento tanto para a comunidade médica quanto para a população em geral.

Por fim, a matéria esclarece que o atendimento para dengue nas UBS’s ocorre de segunda a sexta-feira, facilitado pelo acesso sem agendamento, enquanto as unidades de pronto atendimento (UPA’s) e Centros de Atendimento Integrado à Saúde (Cais) permanecem disponíveis 24 horas por dia, todos os dias, para casos suspeitos de dengue, enfatizando a capacidade de resposta da rede de saúde de Aparecida de Goiânia frente a esta questão de saúde pública.

Avalie o Post post

Mostre mais

Deixe um comentário

Botão Voltar ao topo