Connect with us

Brasil

Especial com Alcivando Lima – PEÇA PARA IR AO BANHEIRO

Avatar

Published

on

“As noivas modernas preferem conservar os buquês e jogar seus maridos fora”. Groucho Marx (comediante norte-americano – 1890/1977).

Quando jovem e se achando paradigma do atletismo, futebol e mais outras vinte e cinco modalidades de esporte eram sua paixão. Fingindo não saber, ou não se dando conta de que era um azarão, conformava-se em não ser convocado pra nada, porém, a vontade de esganar os técnicos era crescente. Eles devolviam aquele olhar de cachorro pidão com desprezo, às vezes acediam, deixando-o jogar um pouquinho, só um pouquinho, ta?

Ao vê-lo em campo, apesar do seu obscurantismo, sua claque vai ao delírio e ele a pastoreia como se faz com os desassisados e os rinocerontes doidos. Inexplicavelmente, seus seguidores o acham o fino da bossa (ainda se fala assim?) não muitos, mas o bastante pra incomodar meio mundo. Estes conseguem manter grandes craques como gandula ou no chuveiro. Até que um dia o técnico, por ausência de bambambãs e não agüentando tanta aporrinhação, escalou-o para uma ponta e ele, deslumbrado, falou — Deixa comigo, chefe!… Qual das pontas, porra? — Qualquer uma, e vê se não me da aquelas bicudas bestas, ta ouvindo? — respondeu o técnico, desabando-se exaustivamente num banco qualquer. Assaltado pela síndrome de Tourette, está sempre desancando seus adversários com pachouchadas e constantemente os seguranças interviam para que alguma coleguinha não o esfarelasse nos dentes, enxovalhada que fora por todos os sinônimos da coprologia. A maioria votante do clube demitiu o antigo técnico de dedos simiescos que misturara suas merrecas com a bufunfa do clube e, não tendo como separar o seu, ideou de jogá-los pra cima e o que caísse no chão era o dele e o resto do clube. Para substituí-lo, apresentaram-se vários pernas-de-pau e um cabeça de vento sagrou-se vencedor e assumiu as rédeas do clube. Diuturnamente tenta ridicularizar e ofender jornalistas que insistem em bulir sua vida e a imprensa contra ataca descrevendo todas as boas e más alvíssaras, ta ouvindo? Em tom de bronca, diz pra turma que assim não dá, chega, o time é uma bosta, ta quebrado, tem mentecaptos demais, não dou conta de fazer nada, dá cá meu quepe. Mas, olhando ao redor percebeu que a maioria quase morreu de alegria ao saber que nunca mais veria seu rosto espectral, voltou atrás e firme, resoluto e arrufado, reafirmou que fica e aconselhou pra não acicatar o cavalo manco, estão me entendendo?

Um perna-de-pau, pela desmesurada ruindade, não deve nem entrar campo e se entrar deve ser expulso assim que iniciar a peleja. Um técnico, beiço-mole, também. Um técnico que insiste em levar o time pra divisão zero, deve, para deleite dos torcedores, falar pro juiz que ta apertado e que precisa ir correndo pro banheiro. — Vai, pede, pede pra ir ao banheiro, vai,… Pede, siô!

Continue Reading
Click to comment

You must be logged in to post a comment Login

Leave a Reply

TV Opinião Goiás