Connect with us

Brasil

Jornal Opinião Goiás – Pesquisa da UnB revela insônia e depressão em profissionais de saúde

# EBC

Published

on

Jornal Opinião Goiás - Pesquisa da UnB revela insônia e depressão em profissionais de saúde

Uma das maiores preocupações com a pandemia do novo coronavírus é a superlotação do sistema de saúde, como aconteceu em Manaus e em Fortaleza, bem como na Itália, Espanha e no Equador. E essa sobrecarga afeta diretamente profissionais de saúde, trazendo diversas doenças mentais.

O médico Osvaldo Neto, atua como intensivista nas UTIs, em um hospital público e outro privado. Ele conta como está sendo difícil lidar com o alto número de mortes pela Covid.

Uma pesquisa da Faculdade de Medicina da Universidade de Brasília, a UnB, e do Hospital Universitário da capital estudou o impacto do enfrentamento à Covid na saúde mental dos profissionais desses profissionais. Foi encontrado quadros de insônia, depressão e ansiedade em médicos residentes.

Para Lucas Brito, professor de psiquiatria da UnB e integrante da pesquisa, fala que os resultados preliminares indicam que grande parte dos profissionais de saúde estão vulneráveis na pandemia. Segundo dados preliminares da pesquisa, a ansiedade é o sintoma que mais afeta esses profissionais. O medo de se infectar pela Covid, podendo contaminar amigos e familiares agrava o quadro.

Um dos sintomas mais relatados foi incapacidade dos médicos relaxarem, com medo de que aconteça o pior e o nervosismo. O intensivista Osvaldo Neto fala das dificuldades com a privação do convívio social.

Entre os sinais de depressão, os mais apresentados foram cansaço, dificuldade para se concentrar, pouco interesse e sentir-se mal consigo mesmo. Além disso, 83% teve o sono prejudicado e 75% apresentam sonolência ao longo do dia. O professor Lucas Brito aponta que os profissionais que atuam em UTIs e em emergência são os que acabam passando por situações ainda mais estressantes.

O médico Osvaldo Neto ainda afirma que a desinformação durante a pandemia, como a discussão da cloroquina, agrava a pressão sobre os profissionais. Outra informação da pesquisa é que 25% dos médicos residentes que participaram da pesquisa afirma já ter cogitado de trocar de área de especialidade devido a pandemia.

O Ministério da Saúde lançou, em maio, um serviço suporte psicológico através de tele consultas para profissionais de saúde durante a pandemia. O projeto TelePSI é realizado pelo Hospital de Clínicas de Porto Alegre e conta com 36 profissionais de psicologia e psiquiatria. O atendimento se dá através de marcações de consultas pelo telefone 0800 644 6543.

Continue Reading
Click to comment

You must be logged in to post a comment Login

Leave a Reply

TV Opinião Goiás