Síndromes demências e suas características

As síndromes demenciais são caracterizadas por comprometimento progressivo da função cognitiva, principalmente da memória, e por pelo menos uma das seguintes alterações cognitivas: afasia, apraxia, agnosia ou alteração do funcionamento cognitivo.

Entre as formas mais frequente de demência em idosos se encontra a Doença de Alzheimer que tem o aumento da sua prevalência com a avançar da idade. O envelhecimento é o fator de risco mais importante para o desenvolvimento da DA, embora haja a influência de outros fatores como histórico familiar e genética.

A principal característica observada no início da doença é o comprometimento de memória episódica, ou seja, o indivíduo passa a esquecer de fatos recentes.

Ocorre também prejuízo para realizar atividades da vida diária e a presença de sintomas comportamentais como apatia, depressão e agitação psicomotora. À medida que a doença progride, o paciente tem dificuldades para realizar atividades básicas da vida diária, tornando-se incapaz de realizar sua própria higiene pessoal, de alimentar-se ou vestir-se.

O diagnóstico da DA ainda é basicamente clínico,embora haja um considerável avanço de marcadores biológicos para as fases iniciais da doença.

A demência vascular geralmente esta associada à doença cerebrovascular definida pela presença de alterações ao exame neurológico ou através de exames de imagem. As características que reforçam o diagnóstico são os distúrbios da marcha, desequilíbrio, paralisia pseudobulbar e urgência urinária precoce, além de alterações na personalidade ou humor.

Os sintomas e a velocidade de progressão da demência variam de acordo com a região vascular afetada.

Os principais fatores de risco para doença vascular cerebral são hipertensão arterial, diabetes mellitus, dislipidemia e tabagismo, sendo esses também fatores de risco para a doença de Alzheimer.

A segunda causa de demência degenerativa que mais acomete pessoas com menos de 65 anos é a Degeneração LobarFronto Temporal (DLFT). Quando a lesão se localiza em áreas de lobo pré-frontal, é comum a presença de sintomas como diminuição de empatia, afeto inapropriado, irritabilidade e perda de autocrítica.

No exame cognitivo é detectada disfunção executiva, com relativa preservação da memória e habilidades visuoespaciais. Em 20% dos casos de DLFT estão presentes sinais e sintomas parkinsonianos.

A demência semântica é uma síndrome clínica com distúrbio da linguagem fluente, ocorre perda progressiva do conhecimento de palavras e compreensão delas, com parafasias semânticas.

A Demência com corpos de Lewy é considerada a segunda causa de demência degenerativa e as principais características são um quadro demencial progressivo com parkinsonismo em geral simétrico e com pouco tremor, alucinações visuais constantes e flutuação cognitiva.

Para ser diagnosticada a DCL, a demência deve anteceder ou suceder no máximo em um ano os sintomas parkinsonianos, para distinguir da demência na Doença de Parkinson. O sintoma mais prevalente na DCL é a flutuação cognitiva que pode estar presente em até 90% dos pacientes. A flutuação cognitiva tem como característica a variação de sonolência ao longo do dia e diferentes respostas cognitivas da atenção e do nível de consciência.

 

Projeto Cuidar
Geriatra

Dra. Jaqueline Souza Lacerda

CRM-GO: 18043 RQE: 12041

Consultas e visitas domiciliares: (62) 3086-1517

Endereço: Clínica Supere – Rua 13, nº 19, Setor Oeste – Goiânia – Goiás. CEP: 74120-060

Avalie esta postagem
Mostre mais

Dra. Jaqueline Souza Lacerda

Dra. Jaqueline Souza Lacerda é geriatra e fundadora do Projeto Cuidar – Geriatria Goiânia (https://geriatriagoiania.com.br). CRM-GO: 18043 RQE: 12041

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo