Opinião Pública: As migalhas do governo

A economia desta grande nação brasileira, de riquezas incalculáveis, de terras férteis e povo trabalhador, estava no caos e agora vê uma luz no fim do túnel, de um pequeno crescimento econômico, tirando o país da crise que ora atravessa em meio a corrupção que abala todos os setores do Brasil.

Os governos, dão ao povo, na realidade não é dar, é obrigação de fazer, de administrar o dinheiro arrecadado, fazendo uma distribuição justa, para todos. Fácil de manter este equilíbrio, se não houvesse o atravessador, o corrupto, o super-valorização de obras e a más administrações, causado pela incompetência e o populismo, que mente e engana a todos, distribuindo migalhas sem o mínimo objetivo, a não ser os votos dos pobres que não sabem discernir, que estes atos são feitos com o dinheiro de todos os brasileiros e não do governante, que passa impressão de bom samaritano para perpetuação do poder.

A economia desta grande nação brasileira, de riquezas incalculáveis, de terras férteis e povo trabalhador, estava no caos e agora vê uma luz no fim do túnel, de um pequeno crescimento econômico, tirando o país da crise que ora atravessa em meio a corrupção que abala todos os setores do Brasil.

O objetivo deste governo parece ser razoável, difícil de governar misturado com ladrões e populistas que querem ver o circo pegar fogo. Centralizado em reformas que já teriam de ter sido feitas no passado, agora está em pauta, diante do tumultuado clima de caça os ladrões, reformas que poderá colocar o Brasil em competividade com outros países e uma garantia de sobrevida no futuro. Esquecem o primordial, a essência de uma nação, seu povo, que está morrendo nas filas dos hospitais, nas filas dos transplantes, todos os dias fazem vítimas pela longa espera de um órgão compatível, tudo isto acontece, por falta de interesse dos governos, que apenas propaga suas mentiras, mas não fazem propagação de conscientização da população, para doarem os órgão que irá salvar vidas humanas, que sofrem em filas intermináveis por falta de doadores.

O descaso, com coisas simples, leis simples, são deixadas de lado todos os dias, assim o povo sofre, morre em filas, o descaso pela vida, parece ser um sentimento que não faz parte dos governantes. Governar com pequenos atos deveria ser uma obrigação, desde que não seja ações populistas, mas sim, ações que melhore de fato a vida do ser humano.

Hoje temos, senhor presidente, milhares de pessoas em filas de consultas medicas e transplantes de órgãos em todo país, temos escolas que não ensinam a cidadania, tudo isto, não deveria existir em um país grandioso como o nosso, temos que fazer as reformas, sim temos, mas temos a obrigação de cuidar dos necessitados que não podem esperar reformas, é urgência, é a vida que clama por socorro.

O povo brasileiro, é vítima de desgovernos, de mentiras, de demagogias baratas que enganam inocentes, pessoas de boas índoles que ainda crê que tudo um dia vai mudar, que existem políticos do bem, que querem o melhor para seus semelhantes, mas os crápulas não deixam que eles governam, com interesses escusos dominam e destroem a nação, repartindo migalhas, para enganar índoles boas que tem fé ainda no ser humano.

Somos vítimas de governos inescrupulosos, de governos acéfalos, que pensam que o dinheiro trará a eles a felicidade, mas sabem que seus nomes perpetuaram na história como bandidos que ao invés de fazer ao povo, fazem para suprir seus interesses pessoais, roubando o sonho de um povo.

 

Amyn daher jr – escritor

Mostre mais

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo
Fechar