DestaqueManchetesOpinião Leitor

Milhares de pessoas se reúnem em Brasília para comemorar os 30 anos do Templo da Boa Vontade

Neste sábado (19/10), o jornalista e escritor José de Paiva Netto, fundador do Templo da Boa Vontade (TBV), comandará as celebrações de aniversário de fundação do monumento, também conhecido como Templo da Paz. O local, que é o mais visitado do Distrito Federal, segundo dados da Secretaria de Estado e Turismo do Distrito Federal (Setur-DF) completará 30 anos, na segunda-feira, dia 21 de outubro.

Milhares de peregrinos do Brasil e do exterior participarão dessa grande festa, que terá em sua programação exposições artísticas, cerimônias ecumênicas e apresentações musicais.

Participe com sua família e amigos. O Templo da Boa Vontade fica na Quadra 915 Sul em Brasília/DF. Informações acesse www.amigosdotbv.org ou ligue para o tel.: (61) 3114-1070.

 

 

Sobre o Templo da Boa Vontade

Inaugurado em 21 de outubro de 1989, em Brasília/DF, Brasil, o Templo da Boa Vontade (TBV) foi construído em tempo recorde de 3 anos e 5 meses. Também conhecido como Templo da Paz, é o primeiro monumento no mundo dedicado ao Ecumenismo Irrestrito e Total. É um notável espaço de encontro e de expressão para o diálogo e o relacionamento inter-religioso. O monumento foi definido pelo tradicional jornal Diário de Notícias, de Portugal, como a “maior construção piramidal [de sete faces] do século 20”.

O Templo da Boa Vontade (TBV) acolhe pessoas todos os dias do ano, durante 24 horas, em seu ambiente principal, a Nave. “A dor não tem hora para bater à porta do coração”, afirmou Paiva Netto, ao inaugurar o Templo do Ecumenismo Divino, uma de suas muitas nomenclaturas. Por isso, jamais fechou suas portas. O TBV é um teto para toda a humanidade, e todos são muito bem-vindos, independentemente de crença, descrença, ideologia, partido político, classe social ou grupo étnico.

Tags
Mostre mais

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo
Fechar