ManchetesMundo

Jornal Opinião Goiás – Papa oferece desculpas por comentários sobre o bispo acusado

Jornal Opinião Goiás: 22 de janeiro de 2018 – 19:02

O Papa Francisco na segunda-feira pediu desculpas às vítimas de abuso sexual depois que ele causou indignação ao parecer apoiar um polêmico bispo chileno.

O papa reconheceu ter “ferido” as pessoas sugerindo que não havia “prova” contra Juan Barros, que é acusado de encobrir o abuso de outros sacerdotes sobre meninos.

“O dia em que me trazem prova contra o bispo Barros, então falo. Não há uma única prova contra ele. Tudo é uma calúnia. Está claro?” o pontífice argentino disse abruptamente na quinta-feira quando questionado por jornalistas no Chile.

O papa também chocou muitos dando um abraço a Barros durante sua visita.

“Tenho que apresentar minhas desculpas porque a palavra” prova “prejudicou tantas vítimas de abuso”, disse Francisco em conferência de imprensa no vôo de volta a Roma.

“Para ouvir o papa dizer-lhes os seus rostos,” me traga uma carta com a prova “, é uma bofetada e percebo agora que minha expressão foi infeliz”, disse ele.

No entanto, Francisco disse que o Vaticano havia investigado Barros, sem encontrar “nenhum elemento para condená-lo”.

Correr o risco de desagradar as pessoas no Chile, onde o catolicismo está caindo, ele disse que estava “convencido” da inocência do bispo.

“Você me diz que há vítimas, mas não as vi”, disse ele.

– Tolerância zero –

No avião, ele disse que deveria ter usado o termo “evidência incriminadora”.

“A palavra” prova “não era o melhor para me aproximar de um coração dolorido”, admitiu. “Eu sei que há muitas pessoas que são abusadas e não podem provar nada”.

“Eu sei o quanto eles sofrem”, insistiu Francisco, que se encontrou em particular com o Chile com duas vítimas de padres pedófilos. De acordo com o Vaticano, ele “orou e chorou” com eles.

“A tragédia das vítimas do abuso é horrível, horrível. Dois meses atrás, eu estava em contato com uma mulher vítima há 40 anos.

“Agora casada com três filhos, a mulher não havia falado sobre isso, porque na mão do padre, ela viu a mão de seu abusador sexual”, disse o papa.

No sábado, o cardeal Sean Patrick O’Malley – que lidera uma comissão pedófilo submetida a uma revisão no Vaticano – enfatizou a sinceridade de Francisco quando defendeu uma política de tolerância zero contra a pedofilia na Igreja Católica.

Mas em uma crítica incomum ao papa, ele julgou como “compreensível” que suas palavras poderiam ter causado “grande dor”.

“Sua declaração foi muito justa”, disse o papa no avião.

“Ele lembrou tudo o que fiz e o que eu faço, e o que a Igreja faz, e depois falou sobre a dor das vítimas”.

A visita de seis dias do papa ao Chile e ao Peru acaba por ele comemorando uma missa ao ar livre no domingo por mais de um milhão de pessoas na capital peruana, Lima.

No Peru, ele também falou contra a corrupção política na região e os perigos para os povos indígenas.

No Chile, ele visitou uma prisão de mulheres e rezou com os sobreviventes da ditadura de Augusto Pinochet.

 

Tags: Mundo, Manchetes

Jornal Opinião Goiás – Papa oferece desculpas por comentários sobre o bispo acusado
5 (100%) 1 vote
Tags
Mostre mais

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *