DestaqueEconomiaManchetesMundo

Jornal Opinião Goiás – Grã-Bretanha diz que espera que os EUA honrem os compromissos do G7 sobre comércio

Primeira-ministra da Grã-Bretanha, Theresa May, disse aos parlamentares que o G7 tem sido "uma cúpula difícil com, às vezes, algumas discussões muito francas"

A Grã-Bretanha pediu na segunda-feira aos Estados Unidos que honrem os compromissos de livre comércio feitos na cúpula do G7, mesmo depois que o presidente dos EUA, Donald Trump, rejeitou um comunicado conjunto em uma disputa acirrada sobre as tarifas.

“O comunicado foi aprovado por todos os partidos que compareceram ao G7 e nós pretendemos honrá-lo”, disse o porta-voz.

“Esperamos que os EUA honrem de forma semelhante os compromissos que assumiram”, disse ele, antes de uma declaração parlamentar sobre a cúpula da primeira-ministra Theresa May.

May disse aos parlamentares que tem sido “uma cúpula difícil com, às vezes, algumas discussões muito francas”, acrescentando que houve “forte debate e desacordo sobre algumas questões”.

Em uma crítica pontiaguda à política de Trump, May disse que a maneira mais eficaz de colher os benefícios da globalização é por meio da ação multilateral, acrescentando: “Não pode ser feito tomando-se uma ação unilateral contra seus parceiros”.

“Como aliados de longa data, não progredimos ignorando as preocupações uns dos outros, mas abordando-os juntos”, disse ela.

A cúpula no Canadá foi profundamente divisiva e terminou com uma nova ameaça de guerra comercial no sábado, depois que Trump rejeitou uma tentativa de escrever uma declaração de consenso e insultou amargamente o anfitrião canadense.

O comunicado conjunto que foi discutido durante dois dias de negociações prometeu que os membros iriam reformar a supervisão multilateral do comércio através da Organização Mundial do Comércio (OMC) e procurar reduzir as tarifas.

“Nós nos comprometemos a modernizar a OMC para torná-la mais justa o mais rápido possível. Nós nos esforçamos para reduzir as barreiras tarifárias, as barreiras não-tarifárias e os subsídios”, afirmou, refletindo a linguagem típica de décadas das declarações do G7.

Trump já havia dito que não hesitaria em fechar os países fora do mercado norte-americano se eles retaliarem as altas tarifas que ele impôs às importações de aço e alumínio.

O comunicado conjunto foi publicado online antes de Trump twittar sua desaprovação após comentários feitos pelo primeiro-ministro canadense Justin Trudeau sobre as novas tarifas comerciais.

Jornal Opinião Goiás – Grã-Bretanha diz que espera que os EUA honrem os compromissos do G7 sobre comércio
5 (100%) 1 vote
Tags
Mostre mais

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *