conecte-se conosco
[the_ad id="51778"]

Brasil

Jornal Opinião Goiás – Funarte e Ipea assinam adesão ao TransformaGov

Publicada

em

Planos pactuados com o Ministério da Economia estabelecem ações para a modernização da gestão e redução de despesas da Administração Pública

A Fundação Nacional de Artes (Funarte) e o Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada (Ipea) assinaram, nesta quarta-feira (29/7), a adesão ao Programa de Gestão Estratégica e Transformação do Estado (TransformaGov) – iniciativa promovida pelo Ministério da Economia (ME), com o apoio da Presidência da República. O Programa visa desburocratizar os serviços prestados à sociedade, reduzir despesas do governo e modernizar a gestão pública.

“O diferencial do TransformaGov é a abordagem sistêmica de todas as dimensões que envolvem a melhoria da gestão. Teremos a oportunidade de espelhar este compromisso de transformação institucional na arte, na cultura e na pesquisa. As ações pactuadas serão acompanhadas de perto pelas equipes envolvidas no Programa”, disse o secretário de Gestão do ME, Cristiano Heckert.

Para a Funarte, estão previstas mais de 40 ações a serem executadas de forma conjunta com o Ministério da Economia nos próximos meses. Com duração até dezembro de 2021, o Plano assinado com a Fundação abrange a consolidação do plano estratégico, a implementação de uma sistemática de monitoramento, a digitalização de diversos processos na área de gestão de pessoas e de documentos, além de ações para o melhor uso do patrimônio. “Iremos elevar o patamar de gestão da Funarte para outro nível de desempenho”, afirmou Heckert.

Segundo o presidente da Funarte, Luciano Querido, a Fundação inicia um novo tempo em sua administração. “Será um tempo de modernização, transparência e foco na eficiência para nós, como primeiro órgão federal de cultura a participar deste novo modelo de gestão. Quero agradecer todo apoio e orientação dos servidores da Secretaria de Gestão do Ministério da Economia. O TransformaGov será um marco na história da Fundação”.

Instituído pelo Decreto nº 10.382/2020, o Programa propõe medidas de eficiência em quatro conjuntos de ações: governança e gestão estratégica; processos de trabalho; gestão de pessoal e estruturas organizacionais. Com as adesões de hoje, já são 18 os órgãos que integram o programa para modernização da gestão pública.

No Ipea, as ações contemplarão a reavaliação das estruturas organizacionais; a implantação do Barramento do Processo Eletrônico Nacional, para possibilitar o envio e recebimento eletrônico de documentos entre os órgãos da Administração; e a implantação do TáxiGov – sistema de transporte de servidores e colaboradores que funciona por meio de agenciamento de táxis – com o objetivo de substituir o sistema de frotas de carros oficiais e melhorar a eficiência do gasto público, com redução em até 60% das despesas com transporte administrativo terrestre.

Classificar post

Redação do Jornal Opinião Goiás. E-mail: [email protected]