CiênciaCinemaDestaqueMagazineManchetes

Jornal Opinião Goiás – Filme de Neil Armstrong acusado de ser antipatriótico

(ARQUIVOS) Esta foto da NASA tirada em 21 de julho de 1969 mostra o ex-presidente dos EUA Richard Nixon ao telefone na Casa Branca, parabenizando os astronautas da missão Apollo 11, Neil Armstrong e Edwin E. "Buzz" Aldrin, Jr., que são vistos em uma tela dando os primeiros passos na Lua, a NASA está celebrando seu 60º aniversário. A Lei Nacional de Aeronáutica e Espaço, criando a NASA, foi sancionada pelo presidente dos EUA, Dwight D. Eisenhower, em 29 de julho de 1958.

Os filhos de Neil Armstrong e o diretor de uma nova cinebiografia sobre o herói do espaço estão reagindo contra as críticas de que o filme é antipatriótico por causa da falta de uma cena de plantação de bandeiras.

Em um comunicado divulgado na sexta-feira, Rick e Mark Armstrong disseram que “First Man”, estrelado por Ryan Gosling, deveria retratar a jornada do pai até a lua e mergulhar no “homem por trás do mito”.

“Essa história é humana, e é universal”, disseram os irmãos em seu comunicado divulgado em conjunto com James Hansen, autor de “First Man”. “É claro que celebra uma conquista americana. Também celebra uma conquista” para toda a humanidade “, como diz a placa que Neil e Buzz (Aldrin) deixaram na lua.”

O trio acrescentou que não achava que o filme fosse “antiamericano em absoluto”.

“Muito pelo contrário”, disseram eles. “Mas não acredite em nossa palavra. Nós encorajamos todos a irem ver este filme notável e ver por si mesmos.”

Gosling, que interpreta Armstrong no filme, e o diretor Damien Chazelle também criticaram o filme por ser antiamericano por não retratar o emblemático plantio de bandeiras.

“Em ‘First Man’ eu mostro a bandeira americana em pé na superfície lunar, mas a bandeira sendo fisicamente plantada na superfície é um dos vários momentos da EVA lunar Apollo 11 que eu escolhi não focar”, disse ele em um comunicado. declaração realizada pela Variety. “Para resolver a questão de saber se isso foi uma declaração política, a resposta é não.

“Meu objetivo com este filme foi compartilhar com o público os aspectos invisíveis e desconhecidos da missão da América à Lua – particularmente a saga pessoal de Neil Armstrong e o que ele pode ter pensado e sentido durante aquelas poucas horas famosas”.

Entre aqueles que criticaram o filme está o candidato presidencial e senador republicano Marco Rubio.

“Isso é loucura total”, ele twittou na sexta-feira em referência à ausência do plantio da bandeira. “E um desserviço em um momento em que o nosso povo precisa de lembretes do que podemos conseguir quando trabalhamos juntos. O povo americano pagou por essa missão, em foguetes construídos pelos americanos, com tecnologia americana e carregando astronautas americanos. Não era uma ONU. missão.”

“First Man” abriu o Festival de Cinema de Veneza esta semana e está previsto para ser lançado nos cinemas dos EUA em 12 de outubro.

Jornal Opinião Goiás – Filme de Neil Armstrong acusado de ser antipatriótico
5 (100%) 1 vote
Tags
Mostre mais

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *