CiênciaManchetesMeio Ambiente

Jornal Opinião Goiás – Desastres de derramamento de óleo nos últimos 50 anos

Jornal Opinião Goiás: 22 de janeiro de 2018 – 22:31

As preocupações estão crescendo em uma mancha de petróleo na costa leste da China depois que um petroleiro iraniano, o Sanchi, explodiu e afundou há uma semana após uma colisão no mar.

Aqui está um olhar para trás sobre os principais derrames de petróleo em todo o mundo nas últimas cinco décadas:

– Naufrágios –

– Imperatriz atlântica e capitão do Egeu, 1979: os dois petroleiros registados na Grécia entraram em colisão e fugiram de Tobago nas Índias Ocidentais, derramando cerca de 287 mil toneladas de petróleo bruto. Trinta marinheiros morrem.

– ABT Summer, 1991: carregado com 260 mil toneladas de petróleo bruto, o petroleiro registado na Libéria explode cerca de 1.300 quilômetros (900 milhas) ao largo da costa de Angola. O navio queima três dias antes de afundar com a carga.

– Castillo de Bellver, 1983: o petroleiro espanhol encalhou a baía de Saldanha na África do Sul, derramando 250 mil toneladas de petróleo.

– Amoco Cádiz, 1978: 227 mil toneladas de óleo lavam-se em 400 quilômetros do litoral francês quando o superpetrole registado na Libéria afunda a Bretanha.

– Haven, 1991: o petroleiro cipriota afunda o Golfo de Génova da Itália depois que os incêndios destroem a maior parte da carga de 144 mil toneladas. O restante do petróleo forma uma lenta poluição da costa da Ligúria na Itália e Provence na França.

– The Odyssey, 1988: o navio britânico que transporta 132 mil toneladas de pias de petróleo com sua tripulação de 27 membros no Atlântico, a 1.300 quilômetros da costa canadense.

– Torrey Canyon, 1967: 121 mil toneladas de petróleo poluem a costa fora da Inglaterra e da França após o assentamento do superpetrole registado na Libéria.

Outros naufrágios de petroleiros podem ter envolvido menos petróleo, mas ainda causaram grandes danos ambientais. Estes incluem o Exxon Valdez no Alasca em 1989, o Sea Empress off Wales em 1996, o Erika na França em 1999 eo Prestige em Espanha 2002.

– Derrames da plataforma de petróleo –

– Golfo do México, 1979: Cerca de um milhão de toneladas de óleo do Ixtoc-Uno, bem depois de uma explosão em uma plataforma operada pela empresa estatal mexicana de petróleo Pemex. Limitar o vazamento leva nove meses.

– Guerra do Golfo, 1991: estima-se que cerca de um milhão de toneladas derramou quando as forças iraquianas incendiaram poços de petróleo do Kuwait. Centenas de quilômetros de litoral estão poluídos.

– Estados Unidos, 2010: A explosão da plataforma petrolífera Deepwater Horizon, operada pela BP no Golfo do México, deixa 11 mortos e leva ao derramamento de mais de 600 mil toneladas de petróleo.

Fontes: AFP, grupo de especialistas em poluição acidental de águas da França Cedre, International Tanker Owners Pollution Federation Limited (ITOPF).

 

Tags: Meio Ambiente, Ciência, Manchetes

Jornal Opinião Goiás – Desastres de derramamento de óleo nos últimos 50 anos
5 (100%) 1 vote
Tags
Mostre mais

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *