Jornal de Goiás – China impulsiona emissão de títulos de governos locais a US$104 bi em junho para estimular economia

Os governos locais da China aceleraram com força a emissão de títulos em junho, buscando aumentar os gastos com infraestrutura para sustentar o crescimento econômico que desacelerou para uma mínima de 27 anos.

A China está contando com a recuperação do investimento em infraestrutura para ajudar a estabilizar a segunda maior economia do mundo, enquanto a guerra comercial entre Estados Unidos e China pesa sobre o vasto setor manufatureiro e a confiança dos empresários.

Mas o ritmo de resposta da economia tem sido lento às medidas anteriores de crescimento, levantando dúvidas sobre se mais apoio é necessário e se isso pode gerar um acúmulo mais acentuado da dívida.

A emissão líquida de títulos de governos locais subiu para 717 bilhões de iuanes (104,31 bilhões de dólares) em junho, nível mais alto neste ano e respondendo por um terço do total do primeiro semestre, disse Hao Lei, autoridade do Ministério da Finanças, a repórteres na terça-feira.

Mais de 60% dos fundos arrecadados com títulos nos primeiros seis meses foram usados para projetos de infraestrutura, como a revitalização de favelas e a construção de rodovias e ferrovias, disse Hao, acrescentando que mais da metade dos recursos foi destinado a projetos existentes.

No primeiro semestre, a emissão total de títulos do governo local chegou a 2,1765 trilhões de iuanes, representando 70,7% da cota anual, informou o ministério.

O ministério não forneceu dados sobre a emissão pelos governos locais de títulos especiais, que financiam exclusivamente projetos de infraestrutura.

Dados divulgados na segunda-feira mostraram que o crescimento econômico da China desacelerou para 6,2% no segundo trimestre — o ritmo mais fraco desde 1992 —, de 6,4% nos três primeiros meses, uma vez que a demanda interna e externa diminuiu diante da crescente pressão comercial dos EUA.

Mostre mais

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo