DestaqueManchetesMundoPolítica

Jornal de Goiânia – Promotor da Espanha pede que tribunal coloque sob investigação o ex-presidente do banco BBVA

O promotor público anticorrupção da Espanha pediu na quarta-feira ao Tribunal Superior que coloque o ex-presidente do banco BBVA, Francisco Gonzalez, sob investigação sobre um suposto caso de espionagem.

O inquérito está relacionado a contratos com o ex-chefe de polícia José Manuel Villarejo, que em janeiro os sites de notícias El Confidencial e Moncloa.com informaram ter sido contratado pelo banco para espionar executivos de um potencial comprador, a empresa de construção Sacyr, em 2004, quando Gonzalez Presidente executivo do BBVA.

O segundo maior banco da Espanha já está sendo investigado pelo Supremo Tribunal por acusações de suborno, divulgação de segredos e corrupção em relação a este caso.

O BBVA, que sempre negou qualquer irregularidade, é acusado de ter contratado Villarejo para também espionar os principais políticos em nome do banco desde 2004.

Em março, Gonzalez renunciou temporariamente ao cargo de presidente honorário para evitar danos à reputação do banco durante a investigação.

O banqueiro veterano Gonzalez, conhecido nos círculos empresariais espanhóis por suas iniciais “FG”, foi substituído por Carlos Torres como presidente executivo do BBVA em janeiro.

Tags
Mostre mais

Deixe uma resposta

Botão Voltar ao topo
Fechar