Jornal de Goiânia – Amazon diz que imposto digital da França atingirá consumidores e pequenas empresas

A Amazon disse nesta sexta-feira que repassará o custo de um novo imposto digital na França a consumidores e parceiros comerciais, alertando que a medida pode dificultar a concorrência de algumas pequenas empresas francesas contra rivais estrangeiros.

O Senado francês aprovou no mês passado uma taxa de 3% sobre as receitas obtidas na França das gigantes de serviços digitais o que fez o presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, ameaçar impor tarifas de retaliação sobre o vinho francês.

“Não estamos em condições de absorver um imposto adicional baseado em receita, em vez de lucro”, disse a Amazon em comunicado, citando a dura concorrência no “setor varejista de baixa margem” e seu investimento significativo em ferramentas e serviços digitais.

“Não temos outra opção senão repassá-lo”, disse a Amazon. “Nós reconhecemos que isso pode colocar pequenas empresas francesas em desvantagem competitiva com seus concorrentes em outros países.”

O ministro das Finanças da França disse no sábado que o país levará adiante o imposto digital, ao mesmo tempo em que apóia os esforços para chegar a um acordo sobre uma taxa internacional por meio da Organização para Cooperação e Desenvolvimento Econômico (OCDE).

Outros países da União Europeia, incluindo Áustria, Reino Unido, Espanha e Itália, também anunciaram planos para seus próprios impostos sobre serviços digitais.

Mostre mais

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo