Estado de GoiásGoiâniaGoiásManchetes

Estado de Goiás: Supermercado Gentil é interditado com 800 kg de alimentos impróprios para consumo em Goiânia

Estado de Goiás: Supermercado Gentil é interditado com 800 kg de alimentos impróprios para consumo em Goiânia. Entre os produtos havia carnes sem procedência, fora do prazo de validade e mal acondicionada. O supermercado também tem uma fábrica de salsicha que não tinha a autorização necessária para operar

Jornal Opinião Goiás: 05/09/2017 – 23:26

Nesta terça-feira (5), o supermercado Gentil foi interditado com 800 kg de alimentos impróprios para consumo que foram apreendidos durante uma inspeção em Goiânia. Entre os produtos havia carnes sem procedência, fora do prazo de validade e mal acondicionada. O supermercado também tem uma fábrica de salsicha que não tinha a autorização necessária para operar.

“Tivemos dificuldade em acessar, porque o proprietário tentou nos intimidar, dizendo que não conseguimos entrar porque ele era da Agrodefesa. Em nossas investigações, descobrimos que não estava autorizado a operar como uma indústria de produção de salsicha”, disse o auditor da Vigilância Sanitária Tânia Agostinho.

Na padaria, havia sujeira, produtos vencidos e caixas de pães que seriam descartadas. No pátio, sob o sol, havia fardos de refrigerantes.

“Eu nunca vi tanto desrespeito ao consumidor como nesta queixa. Não tem condições de funcionamento. Todos os produtos do supermercado estão mal acondicionados, fora dos padrões de consumo”, falou o superintendente do Procon, José Alício de Mesquita.

O estabelecimento foi proibido indefinidamente e os responsáveis ​​responderão por crimes contra a saúde pública e contra as relações de consumo.

“É um risco para o consumidor que acredita que está comprando um produto de boa qualidade”, disse o delegado Rodrigo Godinho.

Os produtos apreendidos serão levados ao aterro onde serão descartados.

“Só será desinterditado quando fizer um projeto arquitetônico que atenda às especificações sanitárias”, afirmou o auditor da Vigilância Sanitária.

Estado de Goiás: Supermercado Gentil é interditado com 800 kg de alimentos impróprios para consumo em Goiânia
Reprodução
Estado de Goiás: Supermercado Gentil é interditado com 800 kg de alimentos impróprios para consumo em Goiânia
Reprodução
Estado de Goiás: Supermercado Gentil é interditado com 800 kg de alimentos impróprios para consumo em Goiânia
Reprodução
Estado de Goiás: Supermercado Gentil é interditado com 800 kg de alimentos impróprios para consumo em Goiânia
Reprodução
Estado de Goiás: Supermercado Gentil é interditado com 800 kg de alimentos impróprios para consumo em Goiânia
Reprodução
Estado de Goiás: Supermercado Gentil é interditado com 800 kg de alimentos impróprios para consumo em Goiânia
Reprodução
Estado de Goiás: Supermercado Gentil é interditado com 800 kg de alimentos impróprios para consumo em Goiânia
Reprodução
Estado de Goiás: Supermercado Gentil é interditado com 800 kg de alimentos impróprios para consumo em Goiânia
Reprodução
Estado de Goiás: Supermercado Gentil é interditado com 800 kg de alimentos impróprios para consumo em Goiânia
Reprodução

 

Continue lendo as últimas notícias do estado no Jornal Opinião Goiás

 

Estado de Goiás, Goiás, Goiânia, Manchetes
Estado de Goiás: Supermercado Gentil é interditado com 800 kg de alimentos impróprios para consumo em Goiânia
5 (100%) 7 votes
Tags
Mostre mais

1 thought on “Estado de Goiás: Supermercado Gentil é interditado com 800 kg de alimentos impróprios para consumo em Goiânia”

  1. Isso ocorre nos dois estabelecimentos comerciais deles, tanto no
    Supermercado Gentil como no Supermercado Hiper Moritta “este estabelecimento encontra-se no nome dos filhos do dono” que fica
    localizado na Av. Anhanguera em frente a Esefego ao lado so supermercado Leve. Os produtos produzidos por estas empresas são feitos na maioria das vezes com produtos que estão com mal cheiro. Ex: O carne moída é feita com retalhos de carnes “onde ficam armazenados em caixas de plásticos na câmara fria que devido a grande quantidade acabam ficando com mal cheiro e coloração escura e para ficar mais vermelhinhas para venda deixam na câmara de congelar por um tempo, frango a passarinho é feito com o que sobra dos frangos que estão com a validade próxima do vencimento ou já vencidos em alguns casos para camuflar o mal cheiro são lavados com água e vinagre e quando temperados utilizam conservantes para que durem mais tempo, almôndegas e hambúrguer são produzidos com carnes mais velhas e para conservar colocam conservantes, costelinha desossada é o que sobra das promoções de carnes e ficam escuras, linguiça é feita com retalhos e carne de porco que ficam armazenadas por diversos dias em caixas de plastico. Retalhos de frios são todos colocados em uma caixa na câmara de congelar e quando iram preparar a tal misturinha ou recheio de pizza ficam do lado de fora de um dia para o outro para descongelar mais devido ter muita sobra acaba voltando para o congelamento e este processo é feito várias vezes. Fora que para os funcionários muitas vezes eram fornecidos produtos já vencidos no horário do lanche, pagamentos são feitos com atrazo e os funcionários são obrigados a colocar a data que eles querem, muitas vezes os que se dizem superiores maltratam funcionários, folha de ponto é assinada da forma que eles querem, entre diversas outras coisas erradas que se for para citar dá para escrever um livro de tantas irregularidades que os proprietários fazem.

    Não pretendo me identificar para não ter problemas referente ao meu relato pois trabalho para eles.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *