Connect with us

Destaque

Especial com Flávio Henrique da Silva – Só os Loucos Sabem!

Avatar

Published

on

Especial com Flávio Henrique da Silva - Só os Loucos Sabem!

Você já se pegou viajando em algumas perguntas iguais estas? “será que este pensamento que estou tendo ou que acabei de ter é um pensamento louco ou é comum, será que todo mundo tem?”; “Ou porque eu tenho algumas vontades de fazer as coisas que são tão bizarras pra mim ou até mesmo perigosas para as pessoas, e para mim parecem normais?; Tais formas de se pensar, imagino, estão ligadas filosoficamente com as nossas vontades; que para Schopenhauer, a “vontade” é a expressão fenomenológica do ser humano; a força motriz de sua existência e razão de um sofrimento que vem a ser intrínseco à vida. Sendo assim, a única forma de se alcançar a “paz”, isto é, de esvair-se deste sofrimento, é superando-a [à vontade], através de seu aniquilamento.

Entretanto, não são todos os/as sujeitos que conseguem aniquilar suas vontades ou controlar seus pensamentos, vulgarmente são chamados de loucos, ou de pessoas com problemas espirituais graves, simplesmente doidos, mas a ciência médica avançou, ao ponto, de desenvolver inibidores (drogas) de pensamentos que, vejam bem, Silenciam as nossas angustias, não curam a nossa depressão que os transtornos de pensamentos que nos trazem, mas o avanço da medicina também trouxe outro status quo para a doença e acabou por gourmetizar perante a sociedade essa relação de poder, e esse marcador social da diferença, entre o sadio e são entre o normal e não normal agora somos pacientes de clinicas psiquiátricas, que estão em tratamento para superar Transtornos do Espectro Bipolar de afetividade Misto, no meu caso, na medicina é conhecido como F31-CD10-6 e F20. -6 CID-10. Esquizofrenia simples. Sendo assim, gostaria de embasar tais afirmações com vocês.

Voltaremos na reformulação da clinica, a partir da obra, O Nascimento da Clínica, de acordo com Michel Foucault, no início do século XIX a medicina se apresenta como medicina científica. Para isso Michel Foucault critica seu passado. E tenta mostrar como se deu essa organização do conhecimento médico. O Saber Clínico provocou no final do século XVIII uma mutação do saber médico, marcou o surgimento de uma nova gramática médica. CLÍNICA: Descrição médica: há condições não verbais da fala. OBJETIVO: “A medicina será o conhecimento do homem natural e social”, essa mudança da clinica, provocou inúmeras reviravoltas no âmbito da medicina, pois, a clínica agora se tornou um espaço de separação dos loucos e dos sadios, diferente como era feito com a Nau dos Loucos:

Nau dos Loucos, de Hieronymus Bosch (1450–1516)

Pouco mais de 19 meses iniciei meu tratamento psiquiátrico, nos primeiros meses tudo indo normal, sessões, remédios, comportamentos e pensamentos dentro de um padrão, mas a medicação foi aumentando e meus comportamentos também até tentar um suicídio e no inicio do mês fui internado numa “ Clinica”, mas comecei a observar não o meu comportamento mais sim o dos meus companheiros de viagens, e consegui 7 “entrevistas” , creio que posso chamar de uma etnografia que irei apresentar agora

Nome Idade Raça/etnia Trabalho Religião Cidade Transtorno
Itamar 54 Pardo Motorista Evangélico Rio Branco Acre Depressão
Luiz 19 Pardo Estudante Espirita A/P Goiânia Transtorno Bipolar
Junqueira 29 Pardo Pintor Evangélico Goiânia Transtorno Bipolar
Daivd 22 Branco Lava-jato Evangélico A/P Goiânia Esquizofrenia
Fabio 32 Negro Serviço geral Evangélico Jatai Esquizofrenia
Anuar 44 Negro Torneiro profissional Católico Goianira Transtorno Bipolar
Marcos 34 Branco Vendedor Espirita Jatai Transtorno Bipolar

Devido às dificuldades ao acesso do papel e do lápis para as anotações, tive limitações para desenrolar uma entrevista mais sinuosa, além, do forte esquema de segurança neste caso. Até a data da minha saída éramos 84, ou seja, 8,3% do geral falou comigo, em relação a religião é um fator muito presente lá dentro a cada momento tem um grupo louvando a sua maneira a o seu Deus, eu achei incrível particularmente, consegui perguntar 43 pessoas sobre a religião praticante o que dá 51% das pessoas e a maioria se diz evangélicas 30 pessoas.

Todos esses pacientes concordam com algumas coisas comuns, como por exemplo, o excesso de medicação e o tratamento por parte de alguns técnicos em enfermagem: cito aqui a fala de David: “A relação com os enfermeiros não é boa, fingem que não existimos” tal reclamação vai de encontro com a reclamação do senhor Itamar” o que é mais ruim aqui é a falta de atenção dos enfermeiros”

Essa falta de atenção é notória, pois existem pacientes que cuidam de outros pacientes, por fatores que até reconhecemos, mas qualquer coisa que solicitamos como abrir um armário eles viraram a cara pra gente e nos ignoram isso sem fala na supervisora e com as cozinheiras, é a verdadeira micro relação de poderes acontecendo ali na sua frente, e voe não pode fazer nada , pois, logo você recebe uma ameaça de ser AMARRADO, tenho muito a falar e muito a dizer, mas, Dizem que sou louco por pensar assim.  Se eu sou muito louco por eu ser feliz.  Mas louco é quem me diz E não é feliz, não é feliz Eu juro que é melhor Não ser o normal.

Flávio Henrique da Silva, Professor, Colégio Einstein Junior, Inhumas Goiás.

Continue Reading
Click to comment

You must be logged in to post a comment Login

Leave a Reply

TV Opinião Goiás