AgronegócioBrasíliaDFDistrito FederalGDFGoverno do Distrito FederalManchetes

Brasília: Cultivo de feijão está proibido no Distrito Federal a partir desta quarta-feira

Brasília: Cultivo de feijão está proibido no Distrito Federal a partir desta quarta-feira. A proibição do plantio tem duração de um mês e é válido até 20 de outubro / 2017. Segundo o Departamento de Agricultura e Desenvolvimento Rural do Distrito Federal, este período é “suficiente para conter a reprodução do ciclo reprodutivo da mosca branca

Jornal Opinião Goiás: 20 setembro 2017 – 21:25

O governo do GDF determinou que a partir desta quarta-feira (20), os produtores rurais do Distrito Federal estão proibidos de plantar e cultivar feijão. O vazio sanitário da leguminosa, como é chamado durante esse período, é uma determinação que pretende prevenir a incidência da mosca branca, que é um vetor do vírus que causa o mosaico dourado. A doença atinge as plantas, danificam os grãos e causa deformidades nas folhas.

A proibição do plantio tem duração de um mês e é válido até 20 de outubro / 2017. Segundo a Secretaria de Agricultura e Desenvolvimento Rural do Distrito Federal, este período é “suficiente para conter a reprodução do ciclo reprodutivo da mosca branca (nome científico Bemisia tabaci)”.

“O inseto tem um pico populacional em tempos de altas temperaturas e baixa umidade. Assim, o vírus não é transmitido e não se alimenta da planta”.

O Agrônomo e professor da Universidade de Brasília (UNB) Marcelo Sagioli, ressalta a importância dos produtores para eliminar os feijoeiros nesta época do ano, mas deixa claro, mesmo em casos de plantas contaminadas, não há riscos para os consumidores.

“Não há risco para a população. O vírus não prejudica o homem, apenas a planta, que sofre com atrofia e perda de volume”.

“O fato de não produzir os feijões não vai gerar perda capital, mas se o produtor plantar, haverá perdas”, disse o pesquisador. o que o obriga a lutar contra a praga, e no final o custo é alto, o que é um mal necessário no momento “, diz Sagioli.

A sugestão do governo do GDF é que a erradicação temporária ocorre quimicamente, através da aplicação de herbicidas, ou mecanicamente, com o uso de máquinas para agitar o solo.

O produtor rural que não cumprir com a lei e manter as plantações de feijão nas regiões do Distrito Federal está sujeito a uma multa de R $ 15 mil a R $ 50 mil, além de ser obrigado a eliminar toda a safra. A punição é fornecida em uma lei distrital vigente desde 2012. Em 2016, quatro propriedades foram autuadas por falha no cumprimento.

Para controlar a produção, o governo do Distrito Federal enviará equipes da Secretaria de Agricultura (Seagri) para mais de 3.000 hectares, onde há plantações de feijão. A partir desta quarta-feira (20), os inspetores irão cobrir cerca de 40 propriedades no Distrito Federal e na Região de Desenvolvimento Integrado do Distrito Federal e Arredores (RIDE).

De acordo com Seagri, a região leste de Brasília é aquela que concentra o cultivo de feijão nesta época do ano – com pouca precipitação – uma vez que favorece um método de irrigação (pivô central). As áreas produtivas estão nas áreas rurais de Planaltina, Rio Preto e Tabatinga.

Brasília: Cultivo de feijão está proibido no Distrito Federal a partir desta quarta-feira
Reprodução
Brasília: Cultivo de feijão está proibido no Distrito Federal a partir desta quarta-feira
Reprodução

 

Continue lendo as notícias do Distrito Federal no Jornal Opinião Goiás

 

Brasília, Distrito Federal, Governo do Distrito Federal, GDF, DF, Manchetes, Agronegócio 
Brasília: Cultivo de feijão está proibido no Distrito Federal a partir desta quarta-feira
5 (100%) 18 votes
Tags
Mostre mais

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *