Apoiadores de “líderes”

Apoiadores de líderes que são condenados, que vivem se escondendo em mentiras, pregando absurdos, salvadores da pátria, ajudou a sucatear, deixando o país como se encontra hoje com alto índice de desempregados, economia em frangalhos. O descrédito desta classe que é a política, que se encontra em nível mais alto de desaprovação, graças a estes senhores aproveitadores de pessoas humildes que não entendem o que realmente está acontecendo no Brasil e continua a votar nestes populistas apoiados por uma classe interesseira em perpetuar no poder, com esta mentira que se chama esquerda, mas que deveria chamar de engodo da persuasão por palavras mentirosas, Mentirocracia.

Defender ladrões, tê-los como lideres, foge o intelecto de um ser normal, que tem a capacidade para ver o errado, mas não faz, em demonstração torpe, exalta os corrutos e parasitas que se escondem atrás de uma democracia de maioria analfabeta, que vendem o voto em troca de míseros centavos. Mesmo vendo e sabendo de tudo, esta esquerda brasileira se vê no lamaçal da corrupção, tentando de todas as formas denegrir homens de bem, verdades que querem que sejam mentiras. Este resultado só acontece em países com este alto índice de analfabetismo, como acontece no nosso país.

Generalizar não é e nunca foi forma de definir um seguimento, mas desde que aproveitadores, usam o analfabetismo, a desinformação, colocando a mentira como base para iludir inocentes, este segmento perde o verdadeiro valor, perde a razão. Isto aconteceu na antiga Rússia, em que o coas rondava após a segunda guerra, surgiu o salvador da pátria Stalin o maior assassino da história humana e se perpetuou no poder, dizendo ser o governo do povo, mas na realidade era o governo de exceção.

Este fato se tornou corriqueiro em países onde o analfabetismo é maior, surge em os milagreiros, como no Brasil e seus vizinhos, condenados estão em primeiro lugar em pesquisa, é uma vergonha, ainda pior é ter defensores vorazes que os tem como líderes.

Defender ladrão, mentirosos, é como aceitar o fracasso da raça humana, é ter a inveja como bandeira, pensam que agindo assim estarão destituindo quem trabalha, que dá emprego, que faz a diferença neste grandioso país.

Nunca nenhuma nação se livrara dos crápulas, se a educação não for a base de seu povo, para não deixar que sejam manipulados pelos salvadores da pátria, que sabem bem usar as necessidades para ganhar votos e se elegerem nos mais altos cargos à custa da cegueira de muitos.

 

Amyn daher jr

Escritor.

Mostre mais

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo
Fechar