Goiás

Em Goiás, mãe de aluno agride professora com chutes e golpes de capacete em escola de Inhumas

Em Goiás, mãe de aluno agride professora com chutes e golpes de capacete em escola de Inhumas
Jornal Opinião Goiás
Em Goiás, mãe de aluno agride professora com chutes e golpes de capacete em escola de Inhumas
5 (100%) 35 votes

Em Goiás, mãe de aluno agride professora com chutes e golpes de capacete em escola de Inhumas. Ela ficou com hematoma nos olhos, braços e perna

29/08/2017 – 20:59:21

A professora Patrícia Bueno de Sousa, 31 anos, informa que sofreu agressão na segunda-feira (28) por uma mãe de um estudante na Escola Municipal de Cleide Campos, em Inhumas – Goiás.  Patrícia afirma que levou socos da mulher pois não gostou que o filho fosse repreendido em sala de aula. A direção da escola disse que os pais concordaram em transferir a criança  para outra escola depois do ocorrido.

Patricia disse que foi convocada para a sala de direção para conversar com a mãe do estudante. “Quando entrei, ela já estava exaltada, dizendo que eu tinha chamado o seu filho de chato. Eu expliquei que, na verdade, eu disse que não poderia continuar sendo indisciplinado, interrompendo o resto dos alunos”, disse ela.

Quando a diretora saiu da sala rapidamente, a mãe então atacou Patricia com chutes e até com golpes de capacete. Ela tinha hematoma nos olhos, braços e perna. “Esta foi a primeira vez em 12 anos de profissão que algo assim aconteceu. É uma situação complicada, porque você não quer desistir dos alunos, você acredita em todos”, disse ela, chorando.

Ainda muito abalada, Patricia não voltou à sala de aula após o ato. “Eu não posso ensiná-lo mais, porque sinto que não sou mais capaz, não quero prejudicá-lo, então, se ele não for transferido para outra unidade, talvez eu seja solicitada a me transferir”, disse ela.

A diretora da escola, Elza Limiro Amorim, esclareceu que ela está acompanhando o caso e já falou tanto com a professora e os pais do aluno, que está no 4º ano. “Ele já teve problemas de disciplina, tentamos conversar com a mãe em outros momentos, mas ela acha que estamos perseguindo seu filho”, disse ele.

Ainda de acordo com a diretora, os pais concordaram em transferir o aluno para outra unidade da rede municipal de Inhumas – Goiás.

A Secretaria Municipal de Educação de Inhumas afirmou que acompanha o caso e que o aluno deve ser transferido para outra unidade, sem prejuízo nas aulas.

 

Goiás, Inhumas, Manchetes
View Comments (1)

1 Comment

  1. Pe. Carlos Ferreira da Silva, CSsR.

    agosto 30, 2017 at 3:50 am

    Como se não bastasse o tratamento dispensado a eles por parte dos gestores irresponsáveis, inconsequentes e carniceiros! Essa des – graçada dessa mãe medíocre, idiota e imbecil deve se calar quando cedo ou tarde esse babaca desse seu filho se tornar o bandido!

Deixe seu comentário:

Goiás
Jornal Opinião Goiás
@opiniaogoias

Redação do Jornal Opinião Goiás.