Brasil

Luiz Inácio Lula da Silva é condenado a nove anos e seis meses de prisão pelo juiz Sérgio Moro

Luiz Inácio Lula da Silva é condenado a nove anos e seis meses de prisão pelo juiz Sérgio Moro
Jornal Opinião Goiás
Luiz Inácio Lula da Silva é condenado a nove anos e seis meses de prisão pelo juiz Sérgio Moro
Avalie esta postagem

Nesta quarta-feira (12), aos 71 anos de idade, o ex-presidente da República, Luiz Inácio Lula da Silva foi condenado pelo juiz Sérgio Moro, da 13ª Vara Federal, em Curitiba, a nove anos e seis meses de prisão, por crimes de corrupção passiva e lavagem de dinheiro no processo que envolve o caso da compra e reforma do apartamento Triplex em Guaruja – São Paulo.

 

Veja a sentença do Juiz Sérgio Moro na íntegra:

“A prática do crime de corrupção envolveu a destinação de R$ 16 milhões a agentes políticos do Partido dos Trabalhadores, um valor muito expressivo”, diz um trecho da sentença.

“O condenado recebeu vantagem indevida em decorrência do cargo de Presidente da República, ou seja, de mandatário maior. A responsabilidade de um Presidente da República é enorme e, por conseguinte, também a sua culpabilidade quando pratica crimes.”

O juiz Sérgio Moro  alega que aliando o comportamento de Lula e de sua defesa que “revelam tentativa de intimidação da Justiça, dos agentes da lei e até da imprensa”, aliado aos “episódios de orientação a terceiros para destruição de provas, até caberia cogitar a decretação da prisão preventiva do ex-Presidente Luiz Inácio Lula da Silva”.

Contudo, “considerando que a prisão cautelar de um ex-Presidente da República não deixa de envolver certos traumas, a prudência recomenda que se aguarde o julgamento pela Corte de Apelação antes de se extrair as consequências próprias da condenação. Assim, poderá o ex-Presidente Luiz apresentar a sua apelação em liberdade”.

“Entre os crimes de corrupção e de lavagem, há concurso material, motivo pelo qual as penas somadas chegam a nove anos e seis meses de reclusão, que reputo definitivas para o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva”, condenou Moro.

O juiz Sergio Moro ordenou também o confisco e sequestro do triplex no Condomínio Solaris, no Guarujá já que “é produto de crime de corrupção e de lavagem de dinheiro, decreto o confisco, com base no art. 91, II, “b”, do CP”. Além disso, determinou que o bem seja retirado do processo de recuperação judicial da OAS que tramita perante a 1ª Vara de Falência e Recuperações Judiciais da Justiça Estadual de São Paulo já que é “produto de crime” e, portanto, “não pode mais ser considerado como garantia em processos cíveis”.

 

Clique aqui para ler a sentença na integra.

Todos os réus do processo

Além de Lula, outras seis pessoas foram envolvidas nesta ação penal. Veja abaixo as acusações contra cada réu.

•Luiz Inácio Lula da Silva, ex-presidente: corrupção passiva e lavagem de dinheiro

•Léo Pinheiro, ex-presidente da OAS: corrupção ativa e lavagem de dinheiro

•Paulo Gordilho, arquiteto e ex-executivo da OAS: lavagem de dinheiro

•Paulo Okamotto, presidente do Instituto Lula: lavagem de dinheiro

•Agenor Franklin Magalhães Medeiros, ex-executivo da OAS: corrupção ativa

•Fábio Hori Yonamine, ex-presidente da OAS Investimentos: lavagem de dinheiro

•Roberto Moreira Ferreira, ligado à OAS: lavagem de dinheiro

Brasil, Política, Prisão de Lula, Luiz Inácio Lula da Silva é condenado a nove anos e seis meses de prisão pelo juiz Sérgio Moro, Jornal de Goiás, Notícias de Goiás, Jornal Opinião Goiás
Clique para adicionar o seu comentário

Deixe seu comentário:

Brasil
Jornal Opinião Goiás
@opiniaogoias

Redação do Jornal Opinião Goiás.